sexta-feira, 3 de agosto de 2018

Coordenador R$ 3.000,00 - Jardim São Bento Novo, zona sul de São Paulo - SP

Coordenador R$ 3.000,00 - Jardim São Bento Novo, zona sul de São Paulo - SP
Data de Expiração:  18 ago, 2018

A Associação Evangélica Beneficente (AEB), por meio do Centro de Desenvolvimento Social e Produtivo (CEDESP), abre processo seletivo para coordenador para atuar na zona sul de São Paulo.
Público alvo: adolescentes, jovens e adultos de 15 a 59 anos.
Requisitos: Formação Superior na área de humanas; Experiência no trabalho Educacional e Social com equipe, famílias e pessoas na faixa etária de 15 a 59 anos.
Atribuições do coordenador:
1) participar da elaboração do planejamento mensal e semestral levando em conta a legislação vigente e parcerias do serviço;
2) liderar a construção do Planejamento Pedagógico/ Plano de Trabalho, bem como, a proposição de alternativas para o melhor cumprimento deste documento;
3) verificar e buscar garantir a viabilização dos recursos necessários para atividades, aulas e reuniões;
4) assessorar as atividades relativas ao funcionamento pedagógico do projeto social, além de promover debates para que haja construção coletiva de ideia e planejamentos para promover um trabalho de qualidade;
5) realizar feedback com os educadores a fim de melhorar o desempenho profissional da equipe;
6) supervisionar a prática pedagógica a fim de garantir que ela aconteça efetivamente. Promover ações que busquem solucionar problemas;



7) promover/ Viabilizar formação continuada dos professores, para mantê-los sempre atualizados e alinhados com a metodologia que o CEDESP propõe;
8) organização de reuniões pedagógicas para a apresentação de sugestões para que as diferentes práticas diárias possam obter resultados positivos dos usuários; mobilizar a equipe técnica para o trabalho em grupo;
9) trabalhar em rede com os demais projetos da organização a fim promover o trabalho integrado com os demais públicos;
10) elaboração de planejamento e reuniões com as famílias para que ambas possam construir juntas uma educação de qualidade, realizar mensalmente reunião sistemática com os familiares dos usuário que freqüentam o serviço para discussão de temas propostos pelos mesmos;
11) elaborar programação de visitas domiciliares e a busca ativa dos  usuários, realizar visita domiciliar quando necessário;
12) fazer matrículas para inclusão do usuário no serviço e avaliar a possibilidade da inclusão nos programas de Transferência de renda e Cadastro Único da Assistencial Social;
13) elaborar relatório, quando houver abandono ou afastamento do usuário proceder a orientação e encaminhamento aos CRAS, rede socioassistencial e demais serviços públicos dos usuários do serviço; 14) informar e discutir com os usuários e suas famílias os direitos socioassistenciais e o Estatuto da criança e do Adolescente (ECA), sensibilizando-os para a identificação de situações de risco , suspeita de violência, abandono, maus-tratos, negligência e abuso sexual; 15) orientar, encaminhar e auxiliar na obtenção de documentos quando necessário; 16) acolher, identificar, elaborar e encaminhar relatório para o CRAS/CREAS sobre situações de risco suspeita de violência, abandono, maus-tratos, negligência, abuso sexual contra adolescente, consumo de drogas e gravidez; 17) discutir em reuniões da equipe técnica os casos que necessitem de providências;
18) organizar e executar ações com os usuários e famílias, de modo individual ou em grupo, favorecendo o exercício da autonomia, do protagonismo, da convivência e do fortalecimento de vínculos; 19) pesquisar e visitar os recursos socioassistenciais e também os serviços das demais políticas públicas do território; receber, avaliar e encaminhar sugestões dos usuários sobre as atividades do serviço; 20) elaborar controle de freqüência diário e mensal dos usuários; 21) elaborar controle diário e mensal das atividades sociais e grupais que desenvolve; 22) elaborar relatórios mensais/ anuais das atividades desenvolvidas pelo  serviço, conforme portarias vigentes a fim demonstrar o trabalho desenvolvido; 23) monitorar e avaliar o alcance das metas do serviço conforme portarias vigentes;
24) acompanhar os egressos; e
25) realizar as atribuições que o gestor lhe designar conforme proposta de trabalho da organização social e parceria pública. Salário bruto: 3.000,00. Vínculo: CLT. Horário de trabalho: das 8 às 17 horas, de segunda a sexta-feira (eventos esporádicos aos sábados). Serão selecionados os candidatos que, em prévia análise, tiverem o perfil específico para a vaga e residir próximo à organização. Os interessados deverão incluir as informações do currículo no corpo do e-mail: cedesp.processoseletivo@gmail.com, com assunto: COORDENADOR CEDESP.
Não serão aceitos currículos anexados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.